E se ao invés de ficar correndo atrás de novos consumidores você pudesse fazer com que eles viessem até você?

E se ao invés de  anunciar para uma massa eclética, espalhada e desordenada você pudesse falar diretamente com as pessoas relevantes para o seu negócio?

E se ao invés de atrapalhar e agir de forma inconveniente, a sua propaganda pudesse ajudar e encantar quem a visse?

Essa modalidade de marketing já existe e é utilizada com grande sucesso por marcas que decidiram inovar. E, o melhor de tudo, é que ela não é reservada apenas para empresas com verbas astronômicas.

Reserve alguns minutos para a leitura de hoje e veja como o Inbound Marketing pode fazer uma grande diferença no futuro do seu negócio.

Permissão é Fundamental

As bases do Inbound Marketing foram apresentadas por Seth Godin em seu livro Marketing de Permissão. Nesta obra, Godin explicou como o marketing interruptivo perderia espaço para uma nova forma de comunicação que levaria em conta a segmentação e a experiência do espectador.

Veja bem, quando a internet se massificou, ela não trouxe apenas novos canais para se vender. Ela trouxe também uma nova forma de se relacionar com o público. Assim, este passou a escolher o que ler, assistir, ouvir e provar… e ainda a escolher a hora e o jeito de interagir com esse conteúdo que lhe interessava.

Por conta disso tudo, o público passou a ter muito menos paciência com qualquer tipo de propaganda que invadisse seu espaço ou interrompesse sua experiência. Por isso, ter a permissão para falar com ele passou a ser fundamental.

A questão, então, se tornou como conseguir essa permissão.

 

Conteúdo e relevância

Para início de conversa, é preciso fazer um esforço no sentido de compreender quem é o seu público e o que ele quer. Por sorte a internet também é uma ótima ferramenta para isso e, com as ferramentas certos, você será capaz de coletar todos os dados importantes para segmentar a sua comunicação e se tornar mais assertivo.

Então, de posse dessa informação, faça a sua marca ser útil para o seu target. Ajude pra valer. E faça isso muito antes de pensar em oferecer alguma coisa.

Como? Com um bom conteúdo.

Por conteúdo não queremos dizer que qualquer texto ou vídeo legalzinho serve. É necessário investir em conteúdo relevante, ou seja, naquilo que o seu público quer mesmo saber e perceber como informação valiosa.

Você deve entregar valor em forma de conteúdo. Você deve entregar valor uma, duas, três, dez vezes, até criar uma relação positiva com o seu público-alvo. Como resultado, no dia em que você finalmente for pedir algo em troca (normalmente na forma de uma venda), ele estará muito mais inclinado a atender.

Esse processo de entrega de valor por meio do conteúdo, dentro do Inbound Marketing, utiliza de algumas estratégias já consolidadas e que ajudam a alcançar o resultado mais eficiente possível. A principal delas é conhecida como funil.

Use o Funil

O Funil de Vendas é uma representação da jornada do consumidor ao longo de todo o seu contato com o conteúdo da marca, sendo que cada etapa (ou parte do funil) tem uma função específica.

Tudo começa no topo, onde o cliente em potencial busca por determinado assunto, fica sabendo sobre a marca e então consome seu conteúdo. Nenhuma tentativa de venda é realizada nesse momento, já que o objetivo é informar e educar.  

No meio do funil temos a etapa de consideração, quando o público já aprendeu mais sobre suas necessidades/desejos e começa a procurar uma forma de supri-los. É o momento certo para aprofundar e construir um relacionamento mais firme. Uma boa estratégia para isso é pedir dados de contato em troca de um conteúdo ainda melhor.

Já no fundo do funil está aquela parcela do público que, após tomar conhecimento e se aprofundar no assunto, entende que precisa tomar uma decisão de compra. É aqui que você deve usar o conteúdo de outra forma, mostrando que a sua empresa é a escolha certa. Como você já dedicou um bom tempo e esforço na construção de um relacionamento ao longo das etapas anteriores, já estará em vantagem.  

Mostre ao cliente em potencial que ele está em boas mãos, feche a venda e continue melhorando esse relacionamento.

 

Inbound é mais do que isso

Mas o Inbound não se resume a permissão, conteúdo e funil. É claro que todas essas são partes importantes dessa nova modalidade de marketing, mas ele vai muito além. Ele utiliza todas essas estratégias e as coloca em um planejamento maior, que ainda leva em conta as diferentes possibilidades da comunicação online para impactar as pessoas certas, na hora certa, do jeito certo.

O Inbound Marketing pode explorar redes sociais, SEO, blogs, landing pages, links patrocinados, e-mail marketing e muitos outros meios de alcance para falar com o seu público da melhor forma possível para vocês dois.

E quanto mais você abraçar o potencial do Inbound melhor conhecerá o seu público, analisará dados, produzirá conteúdo e lucrará. É um ciclo virtuoso que beneficia todas as partes. Com o tempo, será capaz até mesmo de automatizar boa parte do processo e conseguir uma economia até 60% maior quando comparada ao marketing convencional.

Achou bom demais para ser verdade? Gostou mas ainda tem medo das complexidades? Quer começar hoje mesmo mas não sabe por onde? Calma, a CROWD está cheia de profissionais capacitados que podem abrir as portas do Inbound Marketing pra você. Entre em contato e veja como podemos ajudar o seu negócio.