3 dicas essenciais para freelancers iniciantes

setembro 18, 2018 in Blog, Freelancer

 

Já vimos que você não precisa ser um profissional perfeito e mega experiente para começar na carreira freelance. Na verdade, há oportunidades para todos os níveis. Só que isso não quer dizer que você deve ficar acomodado.

Nada disso.

Se você está realmente com o objetivo de ganhar a vida de forma autônoma, saiba que a sua postura fará muita diferença para você alcançar o sucesso mais rápido. Sendo assim, preparamos algumas dicas que vão acelerar a sua jornada e evolução. Confira!

 

Organização e Planejamento

O dia a dia do freelancer envolve muito mais do que apenas cumprir algumas tarefas, fazer a entrega e receber por isso. Afinal, o freelance é um tipo de negócio e por isso o profissional terá que assumir outras funções.

Caberá a você compartimentalizar o seu tempo, ordenar a sua agenda, criar uma sistemática de atendimento, se comunicar com o cliente, conferir se tudo está conforme o combinado, checar os pagamentos e muitos outros pequenos detalhes.

É verdade que não é nada que pareça muito complicado, mas, conforme você for conquistando mais e mais clientes, isso tudo pode virar um inferno. Por isso, já comece com o pé direito e crie o hábito de manter sua rotina organizada e bem planejada. E lembre que hoje em dia temos um monte de aplicativos e programas que tornam esse trabalho mais fácil, então aproveite.

 

Corra atrás

Certo, então você virou freelance, atualizou o seu perfil nas redes sociais e contou para os amigos. Aí foi pra casa, sentou na frente do computador e esperou os pedidos aparecerem, certo?

Errado. Muito errado!

Entenda que não basta que você seja bom no que faz, você também precisa ser bom em atrair clientes. Até porque, de nada adianta mandar muito bem na sua área se ninguém nunca souber disso.

Então, ao iniciar as atividades como freelancer, imediatamente vá atrás de oportunidades. Converse com antigos clientes e colegas, peça indicações, faça parte de grupos de Facebook e fóruns de discussão voltados à sua área. Você também pode se cadastrar em plataformas como a CROWD e deixar que elas tragam mais clientes até você. As possibilidades são melhores do que nunca.

 

Construa relações

Tão importante quanto conseguir novos clientes, é construir boas relações com quem já contratou os seus serviços e com outros profissionais do ramo.

É praticamente garantido que um cliente bem atendido e satisfeito irá voltar a procurar por você no futuro, além de indicar o seu nome sempre que puder.

Colegas freelancers também são de grande ajuda. Além de auxiliarem com dúvidas e questões técnicas, ainda podem trazer mais oportunidades pra você. Sim, eu sei que isso pode parecer loucura, já que vocês são concorrentes, só que na prática a coisa funciona de um jeito diferente.

Veja bem, não é raro que um freelancer esteja com a agenda cheia e, apesar disso, seja procurado para novos trabalhos. Nesse caso, como ele não tem condições de executar novos serviços, ele indicará alguém em quem confia. E esse alguém pode ser você. Só não esqueça de retribuir o favor no futuro, heim.

 

Trabalhar como freelancer tem imensas vantagens, mas a responsabilidade também aumenta. Por isso, se você embarcar nessa já preparado e com o mindset correto, evitará muitos dos problemas que fazem os iniciantes desistirem.

Não tenha medo, confie nessas dicas e construa um estilo de vida que combina com você. Acredite, está ao seu alcance.

Como lidar com o estresse na vida de freelancer

setembro 10, 2018 in Bem-estar, Blog, Freelancer

Nessa altura do campeonato você já teve ter lido diversos dos textos do nosso blog e já viu que a vida de freelancer é muito legal, certo? Mas deve ter percebido que ela também tem a sua parcela de desafios e, acredite ou não, o estresse é um deles.

Sendo assim, preparamos algumas dicas de como lidar com as principais causas de tensão e ansiedade com as quais você irá se deparar nessa jornada rumo ao sucesso.

 

Cuidado com o isolamento

Ao iniciar na vida freelancer uma das maiores mudanças na sua rotina será na forma de se relacionar com outras pessoas. Pode ser que você passe a se sentir isolado e isso afete pra valer a sua saúde física e mental, principalmente se antes você trabalhava em um local bastante agitado ou com muitos colegas.

A maioria dos freelancers costuma produzir em casa, sem mais ninguém por perto. Embora isso traga benefícios como o aumento de foco, pode também gerar uma sensação de angústia ou tristeza. Para fugir disso, trate de reservar um tempinho para contato humano.

Faça pausas estratégicas para conversar com alguém (nem que seja via WhatsApp), saia para uma caminhada, vá até a academia. Se nada disso funcionar, considere a possibilidade de trabalhar em um coworking. Ah, e uma dica de ouro: vá a eventos ligados à sua área profissional sempre que puder. Além de sentir que você faz parte de uma comunidade, isso também ajudará no seu network.

 

Estabeleça limites

Como agora você é dono da sua própria agenda e forma de trabalhar, pode ser que as linhas que limitam a sua vida pessoal e profissional não estejam mais tão claras. Como efeito, você pode acabar não se dedicando pra valer à sua produção ou – o que talvez seja pior – deixando o trabalho invadir outras áreas da sua rotina.

Não é incomum ver freelancers trabalhando muito mais do que oito horas diárias ou então durante finais de semana e feriados. Claro que de vez em quando isso é necessário, mas, se você não tomar cuidado, a exceção se tornará regra e em pouco tempo você estará sobrecarregado e cheio de estresse.

A solução está em definir limites claros para o seu trabalho. Estabeleça algumas regras a si mesmo, como não trabalhar aos sábados ou então sempre encerrar as atividades às 19 horas, por exemplo. E não se preocupe quanto aos clientes, porque se você respeitar os seus limites, eles também respeitarão.

 

Prazos, prazos e prazos

Boa parte do segredo por trás de ser um freelancer de sucesso está em saber lidar com prazos. Infelizmente, uma das maiores causas de estresse no trabalho também vem daí: quando não se tem um tempo razoável para trabalhar, bate a ansiedade e uma síndrome de burnout pode aparecer.

Para lidar com esse problema não existe outra alternativa senão a disciplina e o autoconhecimento. Seja honesto consigo mesmo e não aceite serviços que tenham prazos muito curtos ou que você não conseguirá cumprir. Acredite, não vale a pena sacrificar a sua saúde por causa de uma ou duas diárias.

E caso já esteja sofrendo por essa causa, experimente dar a si mesmo 25% a mais de tempo para concluir suas tarefas. Essa simples medida é conhecida por fazer milagres na hora de aliviar a tensão e vale para todas as áreas de atividade.

O estresse é um dos grande males da vida moderna e ele não poupa ninguém, nem mesmo os profissionais autônomos. Mantenha esse vilão sob controle ao se permitir seus momentos de lazer e, na hora de trabalhar, dê sempre preferência a parceiros que valorizam o que você faz, como a CROWD.

Como trabalhar melhor em um home office

agosto 30, 2018 in Blog, Home office

Trabalhar em casa pode parecer um sonho pra muita gente. Só de pensar em não precisar encarar o trânsito, ficar perto da família, usar roupas confortáveis e produzir no conforto do lar já dá aquela animada, não é? Mas quem adotou o home office sabe que as coisas não são bem assim.

Sim, é verdade que há uma série de vantagens em se trabalhar de casa, mas você também precisará enfrentar obstáculos inusitados, que jamais passaram pela sua cabeça enquanto você estava em uma empresa. Afinal, para se dar bem em um home office, você precisa de mais do que um bom computador e uma internet rápida. Confira.

 

Conforto e comodidade… mas sem exageros

Não vamos negar que o trabalho em home office traz comodidades. Sentiu frio? Basta colocar um agasalho ou pegar uma coberta. Está com dor nas costas? Tente umas almofadas na cadeira. O ar condicionado incomoda? Desligue a hora que quiser.

Tudo isso está ao seu alcance e não há mal algum em aproveitar as facilidades domésticas para melhorar o seu nível de conforto. O problema aparece quando você resolve exagerar e perde totalmente o foco do serviço.

Por mais tentador que seja, evite trabalhar deitado na cama ou esparramado no sofá. Não fique de pijama o dia todo. Desligue a TV. Todas essas coisas não condizem com uma postura profissional e, ao ceder a elas, você manda uma mensagem ao seu subconsciente de que o trabalho que tem a fazer não é importante. E, sendo assim, você consegue imaginar o resultado final, não consegue?

 

Mantenha o que você precisa ao alcance

Então você está ali em seu home office, concentrado, trabalhando para um novo cliente, quando de repente sente uma baita sede. Você levanta, vai até a cozinha e serve a si mesmo um copo da água. Enquanto bebe, resolve ligar a TV só um minutinho para ver o que está passando. Muda alguns canais e… ei, é aquele filme que você adora.

Uma hora depois você ainda está com o copo de água na mão, assistindo o maldito filme e com o trabalho parado.

Pois é, isso é mais comum do que parece. Felizmente, há uma solução fácil: mantenha o que precisa ao alcance. Assim, você não precisará sair do seu ambiente de trabalho e não confundirá as horas que possui para produzir com as horas que tem para relaxar. Algumas coisas que deve considerar em manter por perto são:

  • Gaveteiro com material de escritório
  • Cadernos de anotação
  • Livros de consulta
  • Carregador de celular
  • Lista de contatos
  • Frigobar ou garrafas de água
  • Frutas ou outro tipo de lanche rápido
  • Lenços de papel
  • Remédios

Quanto melhor você puder separar o ambiente de trabalho do ambiente doméstico, melhor será para a sua produtividade. Tenha disciplina.

 

Organize-se

Ao trabalhar em casa você será o responsável por organizar a sua vida, o que é uma bênção e uma maldição.

Veja bem, você não terá ninguém conferindo se você está fazendo o seu dever, nenhum superior de olho nos seus horários, nenhum colega reparando na sua roupa ou naquela planta sobre a sua mesa que já precisava de água há uma semana atrás. Isso quer dizer que você é o responsável por tudo no seu dia, do material aos horários, da sua vestimenta até os probleminhas como queda de internet.

Olha só algumas coisas que você pode fazer para tornar a sua experiência mais ordenada:

  • Criar uma rotina
  • Usar uma agenda
  • Separar uns minutos para organização antes e após o dia de trabalho
  • Trabalhar sempre no mesmo horário
  • Usar roupas que estimulem a produção
  • Manter a mesa higienizada
  • Estabelecer períodos para cada atividade
  • Determinar um tempo limite para responder e-mails
  • Ter uma lista de contatos urgentes, como do provedor de internet
  • Fazer pausas para caminhar, relaxar ou pegar um pouco de sol

 

Pode parecer besteira, mas pequenas bagunças, quando acumuladas, possuem o poder de tomar uma grande quantidade de tempo e energia. Sendo assim, invista em organização desde o princípio.

 

Com o avanço da tecnologia, o home office se torna uma tendência mundial cada vez mais forte. Contudo, para que a experiência seja positiva, é preciso entender que, mais do que um computador potente, você precisa da atitude correta. Aí é só curtir a liberdade e o conforto que só o trabalho em casa pode trazer.

contact us