7 passos para otimizar o SEO On Page do seu conteúdo

março 13, 2018 in Blog

SEO On Page não é mais um termo pouco usado no marketing de conteúdo. A ideia por trás do termo significa ‘otimizar os elementos que favorecem aos buscadores encontrar um determinado conteúdo’.

Materiais de alta qualidade são publicados diariamente na internet. Mas quantos deles alcançam o sucesso? Essa é uma boa pergunta. Relevância, utilidade e sucesso são termos que frequentemente aparecem em posts que falam sobre SEO.

O blog da Crowd disponibiliza conteúdo voltado ao universo freelancer. A intenção é estimular os profissionais dessa área de atuação, direcionando-os da melhor forma possível. Ao mesmo tempo, queremos que grandes nomes do mercado conheçam a nossa plataforma. Como conseguir isso naturalmente?

É isso mesmo o que você acabou de pensar: otimizar o SEO On Page de um blog auxilia a estratégia de alcance dessa meta. Partindo do processo de pesquisa da relevância de um conteúdo, através da validação de sua utilidade até a própria produção, o SEO On Page precisa estar no foco.

Mas como fazer isso com a máxima naturalidade possível? Existem maneiras eficientes para estruturarmos a otimização de um conteúdo para SEO sem ‘gritar’ para o buscador: “Me jogue logo na primeira SERP!” Vamos entender agora como fazer isso num passo a passo fácil de aplicar.

1- Pesquise a relevância em ferramentas online

Poucas coisas são tão importantes no SEO On Page de um conteúdo quanto uma pesquisa sobre a relevância dele em ferramentas online. A razão é simples: um post será encontrado com mais facilidade na web se logo após sua publicação, ele ‘sorrir’ para buscadores como Google, Bing, Youtube e diversas redes sociais.

Uma maneira de se certificar de que seu conteúdo será visto dessa forma é por usar algumas das seguintes ferramentas online para pesquisa de relevância:

  • SEMrush
  • Planejador de Palavras-Chave do Google (Keyword Planner)
  • MozBar
  • WooRank
  • Google Trends
  • Google Analytics
  • Linkstant
  • Pitchbox
  • Yoast SEO

Cada uma dessas ferramentas possui uma funcionalidade específica na busca. Ao invés de pensar que uma é melhor do que a outra, pense que cada uma complementa as buscas para que se tornem mais completas.

2- Transforme suas informações em utilidades

Não há como otimizar o SEO On Page do seu conteúdo se ele não se tornar útil para o público. Os motivos para isso são diversos, mas em geral 3 aspectos são essenciais para transformar informação em utilidade.

Em primeiro lugar, o leitor precisa ter certeza de que algo no conteúdo será prático para aplicar no seu dia a dia. Uma receita, um aplicativo, um cálculo, um código de HTML, um destino turístico ou qualquer outra informação só será bem aceita se tiver alguma utilidade no dia a dia do leitor.

Do contrário, seu conteúdo será apenas mais um entre tantos. Ele pode se ranquear bem, mas se não for útil, não cumpre o objetivo de ter sido publicado. Com o tempo, a frustração do público em acessar sua página e ir logo embora pode mostrar aos buscadores que o post em questão não é assim tão relevante como se pensava.

3- Concentre-se no público-alvo

Não existe nada tão recompensador para um internauta do que encontrar exatamente o que estava procurando no menor espaço de tempo. Se seu blog possui a solução dos problemas dele, tenha certeza de seu alvo foi atingido.

Concentrar-se ativamente em seu público-alvo ao publicar conteúdo vai otimizar o SEO On Page do seu conteúdo. De maneira orgânica, ou seja, de forma natural, o seu conteúdo se tornou parte da vida das pessoas. Isso seria bem diferente se seu público-alvo não fosse a sua principal preocupação.

Assim, nunca deixe de pensar nas necessidades de quem visita o seu blog ou o de seus clientes. Essa mentalidade eleva o potencial de otimização para SEO porque faz com que nossa produção seja voltada aos interesses do público em questão.

Do contrário, as informações que são publicadas podem não ter nada a ver com a procura das pessoas que você pretende atingir. Consequentemente, o SEO On Page do seu conteúdo pode ser ‘apontado’ para outra direção.

4- Escreva o que as personas buscam saber

Público-alvo, em termos simples, pode ser comparado aos bairros de uma cidade, que são amplos. Personas são moradores específicos desses bairros, com nome, idade, interesses online, lugares físicos que frequentam, cursos que concluíram e outros detalhes.

Se você deseja otimizar o SEO On Page do seu conteúdo, é preciso estruturar com muito cuidado as personas para as quais vai escrever. Para construir as personas que procuram o seu conteúdo, procure definir alguns dos seguintes elementos:

  • Nome
  • Idade
  • Interesses pessoais
  • Formação profissional
  • Metas profissionais
  • Diversão preferida
  • Hábitos de consumo
  • Estilo de personalidade

Mesmo não sendo um mestre em psicologia, é possível preparar personas específicas pesquisando a respeito do seu conteúdo na web. Uma ótima dica dada por muitos especialistas de marketing de conteúdo é analisar as discussões sobre o tema nas redes sociais ou em comentários de blogs.

Após isso, seu conteúdo poderá ser preparado com um foco mais apurado em personas específicas, não apenas num público-alvo mais genérico.

5- Entregue soluções reais e não apenas conceitos

Falar sobre conceitos é mais fácil do que produzir soluções reais. Por isso, são poucos os blogs na web que alistam efetivas curas para a dor do leitor.

Então, toda vez que planejar sua estratégia de preparação de conteúdo, tire alguns minutos para refletir nas seguintes questões:

  • Quem ler meu post vai obter respostas precisas às suas dúvidas?
  • O conteúdo vai trazer soluções reais para a ‘dor’ da persona ou apenas apresentar conceitos?
  • Que transformação o conteúdo promete? Ele entrega, de fato, essas transformação?
  • Existem pontos soltos na promessa de solução ou o conteúdo é coerente e coeso?
  • Uso a introdução do conteúdo para esclarecer desde o início o que o leitor obterá ao terminar de lê-lo?

Esta lista não é exaustiva nem promete ser um checklist milagreiro de planejamento de conteúdo. Mas apresenta aspectos pontuais para reflexão que podem definir a linha demarcatório entre o conceito de um conteúdo e a solução real que ele traz.

6- Diminua a chance de reação contraproducente

Reagir emocionalmente diante de um conteúdo é pode produzir dois resultados completamente diferentes: afastar o leitor da ideia proposta ou atraí-lo. Então, se existe 50% de chances para você transformar o leitor em seguidor do seu conteúdo, qual é o problema nisso?

Reações contraproducentes tendem a motivar o público na direção oposta. por exemplo, se seu post foi feito para apresentar uma nova ideia, um novo produto ou um novo serviço, procure apresentar os benefícios de usá-los de uma maneira mais clara e detalhada.

Se em algum ponto do seu conteúdo você sequer sugerir dúvidas na mente de suas personas, isso pode produzir reações ao invés de ações. Se essa reação não for produtiva, você perde a atenção de quem dedicou tempo para começar a ler sua publicação.

Por outro lado, o conteúdo de sucesso precisa incentivar o leitor à proatividade. E como se pode fazer isso eficientemente.

7- Estimule a ação esperada com empatia e respeito

Os famosos call-to action’s devem ser preparados com grande cuidado e atenção. O final de um conteúdo na web pode incentivar o leitor a ações como:

Baixar determinado e-book

  • Acessar um vídeo
  • Ouvir um podcast
  • Realizar uma compra
  • Fazer parte de uma comunidade

Os exemplos mencionados acima indicam ao leitor um caminho a continuar trilhando. Se ele não tiver certeza de que esse é o melhor caminho para ele seguir num dado momento, todo o esforço para preparar o SEO On Page do seu conteúdo poderá ter sido em vão. Ao contrário disso, se sua persuasão fizer efeito, vai valer a pena ter encontrado o seu conteúdo.

Isso comprova as teorias de neurolinguística em torno da seguinte ideia: ‘O que é dito por último é lembrado primeiro’.

Mas antes de concluir, aqui vai uma palavra de cautela: sempre mostre empatia e respeito por seu leitor. Só de pensar em lermos conteúdos que ‘forçam a barra’, empurrando algo nos faz recuar, não é mesmo? Assim, mostre que, de fato, compreende os sentimentos e as dores do seu público e respeite os efeitos que estes possam estar causando no dia a dia dele.

Se fizer isso, a otimização de seus conteúdos para SEO será realizada da forma mais assertiva, eficiente e natural possível.

Portanto, antes de publicar textos na internet, certifique-se de:

  • Pesquisar a relevância usando ferramentas online
  • Converter suas informações em utilidades
  • Concentrar-se no público-alvo em questão
  • Escrever o que as personas estão querendo saber
  • Entregar soluções reais e não apenas conceitos
  • Diminuir a chance de reação contraproducente
  • Estimular a ação esperada fazendo isso sempre com empatia e respeito

Dar esses 7 passos no seu planejamento de conteúdo será uma valiosa fonte de ajuda para otimizar o SEO On Page do seu conteúdo.

Como preparar conteúdo para converter mais

fevereiro 27, 2018 in Blog

Para converter mais vendas em pouco tempo, é preciso saber como oferecer produtos e serviços. Antes de converter vendas, é preciso converter pessoas. Esse é um dos princípios fundamentais do empreendedor de sucesso. O fato é que os aspectos emocionais envolvidos no processo de decisão, explicado por diversos tipos de funis de venda, são a chave mestra para vender bem e melhor.

Não, você não precisa cursar psicologia para vender mais. Seria mais uma questão de aperfeiçoamento de estratégia de conteúdo do que um aprendizado teórico para persuadir o seu público alvo.

Preparamos para você, freelancer, dicas especiais que tornarão o seu conteúdo mais humanizado, harmonioso e agradável. Leia essa post para entender melhor a mente de um empreendedor e de seu público-alvo. Pense de forma empreendedora para daí em diante produzir conteúdo relevante, que converta mais.

Confira a partir de agora como produzir conteúdo para converter mais vendas.

ATENÇÃO: uma isca para converter mais

Todo ser humano é dotado de aspectos emocionais e cognitivos ligados à percepção do que está à sua volta. A atenção que prestamos a diferentes coisas mostra que somos, de fato, seres diferenciados. Cada um de nós tem uma impressão digital afetiva, e isso precisa ser levado em conta por quem pretende, por exemplo, abrir uma loja virtual.

Estudar o público alvo pode lhe ajudar a converter mais pessoas ao produto ou serviço de sua loja virtual. Veja como a atenção está envolvida nisso:

Numa sexta-feira à tarde, Mônica se encontra dentro do ônibus, pensando em como tornar seu fim de semana mais agradável. Trabalhando durante anos na fábrica de móveis da sua cidade, ela conseguiu juntar um bom dinheiro. Depois que foi promovida e transferida de fábrica, ela está pensando seriamente em como investir seu dinheiro.

Ao passar na frente do anúncio de uma franquia de calçados, ela pensa seriamente no assunto e começa a refletir naquilo cada vez mais. “Trabalhar em casa! Ter uma loja virtual! É isso o que eu vou fazer!” Num momento de reflexão, sua atenção fica presa ao anúncio divulgado nas ruas da cidade! É ali, na atenção direcionada a algum anúncio, que muitas conversões começam.

INTERESSE: os benefícios da oferta

À medida que Beto volta para casa do trabalho caminhando, ele pensa em trocar a música que está ouvindo no seu player. O que ele vê na tela do smartphone? Uma propaganda oferecendo um novo game que ele estava esperando a tempos.

Logo que chega em casa, ele toma banho e vai para a tela do computador procurar pelo game, querendo saber os preços de pré-lançamento. Uma semana depois, Beto convida os amigos para jogar com ele!

Percebeu como você pode atingir o interesse do público ao produzir conteúdo como freelancer? Mostre de forma clara os benefícios que o leitor terá se adquirir o produto ou o serviço. Esse interesse da parte do leitor o leva a desenvolver o próximo passo rumo à conversão: desejar comprar.

DESEJO: o estímulo de venda

Muitos estudiosos de psicologia dizem que o desejo se refere aos mais íntimos sentimentos de realização ou de aspiração de uma pessoa.

É exatamente nessa hora que você, como empreendedor em ascendência, precisa saber como agir! Seguem algumas dicas de como converter pessoas fazendo uso dos desejos dela:

Faça bom uso de recursos visuais

Na estratégia de marketing de sua loja virtual, utilize imagens chamativas, vídeos atrativos e apresentações que carreguem um alto índice de atratividade. Poupar muitos recursos nessa hora não é recomendado.Gradativamente, meça o desejo de seu público alvo usando medidores de cliques como o Bitly, e vá diversificando seus recursos visuais à medida que percebe melhoras ou pioras nas reações do público.

Use com equilíbrio a linguagem informal

Muitos são perfeccionistas ao extremo, afirmando que o português sempre precisa ser gramaticalmente correto. Oscilar entre “para que” e “pra que” pode gerar arrepios nos mais conservadores. É claro que isso precisa ser equilibrado, pois ninguém fica à vontade num blog onde a linguagem escrita é distorcida.Por outro lado, as pessoas gostam quando os anúncios ‘conversam’ com ela. Em resumo: seja equilibrado – toque o coração com uma linguagem mais conversante que seja ao mesmo tempo correta e clara.

Adote uma postura de ajuda

Nomes famosos do do mercado virtual como Érico Rocha, Camila Porto e Henrique Carvalho ajudam antes de vender. Como? Produzindo gratuitamente conteúdo de altíssima qualidade.É claro que eles não revelam muitos dos seus segredos nos materiais que oferecem aos visitantes de seus blogs ou redes sociais. Mas você não concorda que ajudar gera um vínculo? E que vínculo gera confiança? Um ‘terreno’ virtual assim é muito fértil para bons negócios! Que tal você fazer o mesmo para converter mais vendas?

AÇÃO: encontre o jeito certo de converter pessoas

Talvez nesse ponto você pense: “Minhas vendas estão garantidas; afinal de contas o produto é bom!”. Nada disso! É nesse ponto que muitos empreendedores acabam se frustrando. Numa louca ideia de que quem gosta de seu produto fará tudo por ele, alguns donos de lojas virtuais quebram a cara, e feio! Mas como isso poderia acontecer?

De uma maneira inesperada: na hora de incentivar a conversão, alguns empreendedores forçam a barra, dando a entender que o único passo que falta é a compra do que estão a oferecer. Seria essa a opção correta em sua estratégia? Bem, por sua conta em risco você até pode tentar converter pessoas sem se preocupar com a maneira de fazer isso. Mas, e depois? Como conseguirá fidelizar seus clientes? Portanto, siga duas dicas cirúrgicas para converter pessoas incentivando elas do jeito certo:

Ofereça bônus ao seu público

Exemplo: se ela comprar seu curso, ofereça mais coisas do que prometeu, como uma coletânea de dicas, um pacote de e-books grátis, etc.

Mantenha contato

Fale com seu cliente com frequência por meio de e-mails e das redes sociais. Peça ajuda colaborativa ou contrate alguém para manter abertas as linhas de comunicação com quem confiou em você e no seu produto ou serviço.Pense que, se seu cliente confiou em você, ele precisa ter um Serviço de Atendimento ao Cliente digno de ser propagado aos amigos dele. Imagine o impacto que isso causará!

Essas dicas são matadoras, pois não só produzem boas conversões, mas as mantém num alto nível, e atrai ainda mais clientes!

Gostou do que leu? Escrevemos na direção de suas perspectivas como freelancer que quer trabalhar em casa. Queremos que você tenha sucesso como produtor de conteúdo que ajuda a converter mais. Um post incrível que define muito bem o que realmente envolve o marketing de conteúdo está no blog do Paulo Maccedo. Clique aqui para ler o post “Marketing de Conteúdo – Tudo o que você precisa saber agora”.

Esforce-se na direção de produzir atenção, interesse, desejo e ação da parte de seu público. Mas faça isso com consciência e da maneira mais humanizada possível. Esse tipo de atitude fará com que seu trabalho freelancer se destaque no mundo virtual!

Texto escrito originalmente para o site Freelancear: https://freelancear.com.br/converter-mais-vendas

contact us