A barreira existente entre empresas e startups está cada vez menor e os dois lados estão mostrando seu valor para o mercado e sociedade.

Pode parecer que as startups vieram para roubar o espaço das grandes empresas, mas o cenário é diferente. Organizações têm prestado atenção nos novos modelos de negócios e empreendedores do mercado. Saiba mais sobre os benefícios alcançados pelas grandes empresas com as startups através de sua tecnologia inovação.

 

Grandes empresas x Startups

As diferentes estratégias e visões de negócio particularizam startups e empresas, e são estes pontos que fazem a união dos negócios tão interessante para o mercado.

O modelo empresarial é o perfil convencional usado por quem decide abrir um negócio, desde o contrato social até o vínculo com funcionários. Isso limita ações ousadas por “restrições” no plano de negócio, corpo de diretoria e parcerias.

Empresas, geralmente, surgem para sanar uma necessidade existente e seu planejamento busca sustentar o próprio negócio, desde o investimento até seu lucro e crescimento. Existe muito mais rigidez ao expor ideias e na tomada de decisões, pois toda a engrenagem da empresa já está trabalhando em um propósito que demandou tempo e esforço para entrar em ação.

No caso das startups, a facilidade de alterar o modelo de negócio sempre que necessário permite um estrutura acessível para seus criadores, investidores e colaboradores. O nascimento de um startup parte do princípio de inovação e tornar o negócio escalável com seu crescimento.

O cenário de atuação das startups é arriscado por lidar com algo novo e desafios de seu crescimento. Optar por este tipo de negócio também exige muito planejamento e atenção com processos para alcançar o objetivo com destreza.

 

Mesmo com diferentes formas de negócio e estratégias, o mercado está atento às boas ideias e resultados relevantes.

 

Um novo cenário para empresas e startups

Bancos dividem espaço com fintechs, grandes seguradoras competem com insurtechs… Os lugares, antes naturalmente ocupados por grandes empresas, hoje são divididos com startups que têm mostrado seu valor ao mercado.

Listas das principais marcas e empresas inovadoras apresentam modelos de negócios diferentes das organizações convencionais e como isso tem transformado a economia e os negócios.

A busca por projetos criativos e que tragam resultados satisfatórios para investidores, empresários e clientes é o que muda a forma de agir das startups e empresas e distanciam as diferenças, como  número de colaboradores e a capacidade financeira.

A atuação de ambas em um mesmo mercado faz com que forças sejam complementares e trabalhem para um bem comum. As empresas perceberam as inúmeras possibilidades alcançados por meio das startups e querem fazer parte desse avanço.

 

Novas possibilidades, novos resultados

Fazer ou contratar quem faz? Participar ou investir? Esses são alguns dos dilemas e possibilidades para empresas que observam este momento das startups.

A desvantagem para as grandes empresas no momento de inovar ainda é grande quando comparado com startups, que podem mover processos com mais facilidade e menos intervenções devido os riscos. Mas, mesmo que de maneira mais engessada, as organizações querem usufruir da tecnologia e inovação presente nas startups, seja de maneira direta ou indireta.

Cada vez mais comum, grandes empresas decidem investir em espaços para empreendedores e boas ideias, como o CUBO do Banco Itaú e os Campus do Google, gerando inovação e novos negócios, para a própria organização ou sociedade, como é o caso da Natura.  

 

Os riscos fazem parte da cultura das startups, o que permite agilidade nos ajustes do modelo de negócio e melhor adequação ao projeto.

 

Investir e colaborar com startups acelera etapas, ajudando na economia de tempo e recursos para alcançar resultados. Dessa, forma grandes organizações conseguem obter inovação para seus produtos e serviços sem modificar sua forma de trabalho ou negócio.

É contribuir para o desenvolvimento de bons projetos, aperfeiçoar ideais e usar no momento certo, mas sem comprometer o que já funciona em seu sistema. Além de buscar por bons negócios, somar esforços em prol de um objetivo é o que une empresas a startups.

Empresas alcançando melhorias para seus negócios e startups conseguindo mais investimento para ir adiante com seus projetos. Sem perder a identidade ou mudança de cultura numa relação frutífera sem danificar o que há de bom em cada modelo e estrutura.

Seja em investimentos, parcerias ou aquisições. É essencial olhar para startups não como rivais, mas como negócios potenciais que buscam agregar valor em seu ramo de atuação.

 

A CROWD é uma startup que também pensa na melhoria de processos e economia para seus clientes, em tempo e recurso sem comprometer a qualidade de resultados. Com mais de 6.000 freelancers na base, nossa plataforma disponibiliza profissionais especialistas nas mais diversas áreas da comunicação, marketing e tecnologia. Conheça nossa plataforma e veja como projetos podem ser feitos de forma ainda mais simples e otimizada. Venha para a CROWD!